domingo, 13 de janeiro de 2013

Perdida



Tirei os meus All Stars e minhas meias, adoro sentir a areia úmida nos meus pés. E comecei a andar, sem rumo. Acho que andar sem rumo é uma das melhores sensações do mundo. Andar sem nenhuma preocupação, sem nenhuma pessoa atrapalhando os meus pensamentos. Enfim a sós comigo mesma. O melhor momento de estar na praia, é olhar para frente e se perder em pensamentos, ouvindo o barulho do mar  e enterrar os pés na areia e pensar, no passado, no presente, no meu destino e principalmente nos meus desejos.
Pensar no  passado que eu passeia ao lado dele, no seu cheiro, no seu toque, nas nossas brigas... Pensar no passado faz com que eu me torne feliz e infeliz ao mesmo tempo. Acho que vou me sentar se não é capaz de eu cair mais uma vez, bem não vai ser a primeira nem a ultima vez. Estou aqui sentada na areia, olhando esse mar revoltado e confuso, igual a minha cabeça neste momento. Não sei nada sobre o meu destino, nem uma misera ideia  Mas os meus desejos, sei de cada um. E agora o meu desejo é é esquecer tudo, principalmente dele. Mas será que o meu destino vai fazer a vontade dos meus desejos?

Texto dedicado a minha amiga Taianne.