domingo, 23 de setembro de 2012

Blogagem Coletiva: Relembrando lembranças


Foi só eu pegar aqueles dois álbuns enormes, para me dar saudade. As imagens da infância vieram a mente, á muito tempo não pensava num passado tão longe. Isso me fez sorrir. Ultimamente ando com meu astral para baixo. Antes me escondia nas cobertas com medo de algum bicho papão atrás da porta ou embaixo da cama... Isso parece que foi uma eternidade, mas ainda me escondo em baixo das cobertas, por outros motivos, com medo de outras coisas.

Minha infância á noite sempre foi meio perturbadora. Sempre acreditei que existia espíritos e bichos papões do meu quarto é a primeira vez que falo sobre isso abertamente, acho que essa "perseguição" sempre me prejudico um pouco, porque dormia mal, isso durou até meus nove anos. Recordando melhor  isso só ocorria no meu quarto, é impressionante. Mas hoje já superei.

Mais tenho muitas lembranças boas, cada machucado me faz achar que aproveitei cada momento da minha infância. Minhas brigas de criança das mais estupidas ás mais retardadas, foram as melhores, me fizeram acreditar em mim. E as melhores lembranças, de acordar cedo para ir para escolinha, andar de moto, tomar banho de piscina, ir pra praia, lembranças com minha bisa vó que já faleceu, tenho poucas lembranças com ela, mas tenho o suficiente para me fazer sorrir.

Escrevendo esse texto, percebi que os nossos medos ás vezes são inseguranças, que cada cicatriz foi uma tentativa de um sucesso, as brigas foram de certo modo um amadurecimento e temos que aproveitar cada momento com as pessoas que amamos, por que ninguém dura para sempre.
Foi bom relembrar cada gota que me resta de lembrança.

“Esse texto faz parte da blogagem coletiva promovida no Depois dos Quinze